sábado, 26 de fevereiro de 2011

Terapia do desabafo

Eis aqui, o pior e o melhor de mim.


Acordar para mim tem sido lembrar que errei.
Que meu andar é errante.


Mais uma vez!
O meu passado se repete....
As mesmas mentiras, o agir sem amor, sem ao menos saber o que É O AMOR!


A melancolia me toma pelas mãos, e eu tento me esconder dos outros.


- Como estou?
- O que aconteceu?
- O que tenho feito?
- O que sentes?


- Estou bem e não devo nada a ninguém!


Mas, sem as mentiras que conto,o que sinto é simplesmente nojo!
NOJO!


De onde sai não quero voltar!
Aqui onde estou, dentro de mim é triste, porém, melhor do que estar onde estava.
Estar ao meio de doenças radioactivas, de doenças incuráveis. 


Exagero?!


Não!


Desabafo!


Lágrimas!




Porque fui fugir do Gostar e cair em outro...Não GOSTAR?!
E, será que o GOSTAR gostei mesmo?(Novamente a dúvida)


Um novo amor (AMOR?!) não cura machucados e nem cicatrizam os mesmos.Apenas aumentam o tamanho e a dor!
Agora aprenda.


Enfim,
Meu mundo foi invadido, porque eu quis!
Onde eu estava, por onde andava?!
Não sei dizer.
Perdida em Plutão.


Eis aqui, o pior e o melhor de mim.
O pior de mim hoje prevalece.
Aquele amargo, ignorante, egoísta, vingativo, infantil ,que quer gritar, quebrar todos os móveis da casa, quebrar a mim mesma!
Vomitar o coração...


Escondi minha inteligência no lixo onde encontrei o Sr. Fracasso.
A mentira que me foi contada, e eu quis acreditar, é o que me sufoca!


Eu quis acreditar!
Menti para mim mesma!
A pior mentira...


A minha maioridade intelectual hoje, agora, neste segundo não existe...
Sou Analfabeta.
Não encontro cheiro, sabores que me agradam para esquecer que ERREI!
A música já não me remete a esperança, os remédios já não adiantam...


Remédios?
Sim!
Aqueles que te acalmam, as rezas do dia a dia.


Eu não quero este Sol que bate em minha janela, eu quero a chuva..
Tenho prazer na chuva!
A chuva lava minha alma...
Acalma...
Me ensina...


Adoro os pingos da chuva, o sopro do vento, os trovoes...
É como Deus desabafasse suas tristezas na TERRA.


Hoje quero fazer chover!


O pior de mim já está aqui.


O que posso fazer? Levantar a cabeça e mudar o caminho?!


Não!


Continuo no mesmo caminho, de cabeça erguida, mas com pensamentos e metas diferentes.


Eis agora o melhor de mim.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Querida, maravilhoso texto!! Me idenfifiquei com cada letra dele, somos realmente mto parecidas nisso! Espero que este seja apenas o primeiro texto do seu blog, de inúmeros outros! E que vc escreva não apenas desabafos de uma alma atordoada, mas também inúmeros textos em contemplação a alegria de viver! Que esse ciclo se consuma até ter fim, e nossa alma seja novamente restaurada com a luz divina, o amor-próprio e a capacidade de se permitir novas alegrias!
    Nesse pouco tempo, saiba que já lhe admiro mto, vc msm q virtualmente tem se tornado uma grande amiga! Sucesso em seu blog e em sua vida! Bjs! =*

    ResponderExcluir
  3. Ju, muito obrigada!
    Com certeza este será o primeiro de inúmeros textos.Escrevo para sobreviver profissionalmente já que fiz Comunicação Social, então pq nao escrever para me satisfazer plena... mente ?!

    Este texto foi um desabafo...De tudo que guardei por quase um ano...ao decorrer de um ano.

    E acredite, para mim nossa amizade já está decretada!

    Fique em paz e vamos seguir a LUZ!

    ResponderExcluir